SAIA LÁPIS: MUITO ALÉM DO LOOK FORMAL

Home / Sem categoria / SAIA LÁPIS: MUITO ALÉM DO LOOK FORMAL

Você conhece uma peça que seja junção perfeita de sensualidade, funcionalidade e classe? Embora pareça até um tanto estranho que contrastes alinhem-se em perfeita harmonia, isso acontece com a saia lápis, elegante e totalmente contemporânea. Sim! Uma saia lápis sempre proporciona um ar sexy graças à maneira como transforma o caminhar, que se torna mais contido e também mais sinuoso devido à própria limitação de movimentos originária do corte justinho. Ao mesmo tempo, é comportada no comprimento, geralmente terminando nos joelhos, e contorna as curvas na dose perfeita do requinte.

Criada por Christian Dior no comecinho dos anos 40, a lápis surgiu como resposta às limitações econômicas do período. Afinal, tecido tornou-se artigo estrelado durante a guerra mundial, fazendo com que todos os cortes da década ficassem mais próximos do corpo, sem muitos detalhes. A saia lápis tornou-se um dos símbolos de uma nova mulher, a mulher que está a frente da família e trabalha em múltiplas frentes, ocupando as vagas dos maridos entrincheirados. Portanto, nada mais claro que ela esteja relacionada ao visual profissional desde sempre, né?!

Ao mesmo tempo, também por ter um apelo sedutor incontestável, a saia foi adotada pelas figuras mais influentes da época, as atrizes de Hollywood. Audrey Hepburn, Grace Kelly e a mais marcante usuária dessa pecinha fascinante, Marilyn Monroe. Precisamos dizer que todas queriam usar saia lápis desde então?

É claro que para adotar a saia é preciso redobrar a atenção. Por exemplo, evite se você tiver barriguinha saliente ou culote expressivo – ou, pelo menos, invista em uma boa lingerie de contenção, que é uma parceira perfeita para a vida. Se você tiver o dorso mais curto que as pernas, evite combinar a lápis com peças curtas, o que vai ampliar ainda mais a desproporção – combine com peças mais alongadas e usadas por fora do cós. O mesmo vale para quem tem peito muito grande: nunca use com nada curtinho e justo. Cheinhas podem usar? Sim, se tiverem medidas proporcionais e adotarem a famosa lingerie que a gente já falou, além de cores e padronagens escuras. Para as mais baixinhas, para alongar, a melhor dica é usar o look todo em tons próximos (isso também emagrece).

Descomponha a seriedade da lápis com peças despojadas ou esportivas. Vale camisetas, moletons, estampas divertidas. Também pense na saia em um tecido mais casual, como o próprio jeans. Instantaneamente cool!

Outra dica: opte sempre por modelos de tecidos mais estruturados, com elastano na composição e com fendas comportadas, que facilitam o caminhar pra gente não parecer uma gueixa – lembre-se: a intenção é ficar Marilyn! E sempre combine com saltos altos e bicos mais alongados. Usar lápis com sapatilhas e tênis requer muito estilo, coisa para connaisseurs da moda.

A jaqueta biker de couro é um clássico do closet feminino contemporâneo. E fica linda com saia lápis, proporcionando um toque deliciosamente pesado e longe do convencional. Vale, inclusive, adotar jaquetas de modelo em tecido e em tom mais clarinho, perfeito para os dias mais quentes.

Um casaco de alfaiataria é parceiro ideal para a lápis. Mas até aqui tem como dar uma fugidinha do convencional, elegendo modelos de modelagens amplas ou cortes mais alongados. Sem erro!

 

9 regras para usar saia lápis:

1. DE COSTAS

A primeira providência ao experimentar uma saia lápis é olhar-se de costas num bom espelho duplo para ver como ficou. Em seguida, dê alguns passos para ver como ela (a saia) e seu traseiro se comportam em movimento.

2. COMPRIMENTO

O comprimento deve ficar por volta do joelho – ou um pouco abaixo.

3. SUPORTE

Se o tecido da saia for fino ou leve (malha, cetim, seda) use sempre com uma anágua de jérsei (ou qualquer tecido bem escorregadio) por baixo, para que ela caia bem, não marque a calcinha nem grude na parte de trás. Outra vantagem da anágua: evita que a saia deforme.

4. PROPORÇÕES

Se você tiver pernas longas e corpo curto use sempre com blusa, suéter ou paletó por fora da saia. Blusas por dentro da saia diminuem ainda mais o comprimento do corpo.

5. SAPATOS

Saias justas ficam ótimas com scarpin, sandálias de salto alto ou ankle boots. Podem ser usadas com rasteirinhas também.

6. EVITE

Saias justas detestam a companhia de sapatilhas de bico arredondado e sapatos de boneca.

7. CORES

Saias justas em cores escuras diminuem quadris (por incrível que pareça, as estampadas também); em cores claras, dobram o tamanho deles.

8. FENDAS

Aposte em modelos com fendas atrás para facilitar o caminhar.

9. TECIDOS

Para que ela não estique e forme horrorosos bolsões no traseiro, prefira saias feitas com tecidos que tenham um pouco de elastano.

Adorou as dicas? Agora é só escolher o seu modelo Indulto Jeans preferido e apostar:

Fontes: Glória Kalil, Revista Donna e Dicas de Mulher.

Replique!
 

Comments(0)

Leave a Comment

Mostrar
Esconder